Design, arte e negócios. Qual a relação?

Tempo de leitura: 1 minuto

peças

Se fizermos uma busca pelo termo design por qualquer dicionário online iremos constatar que o seu significado diz respeito à concepção de um produto (máquina, utensílio, mobiliário, embalagem, publicação etc.), no que se refere à sua forma física e funcionalidade.

Existe hoje muita confusão de significados do design com a arte. São duas coisas que, embora estejam de certo modo interligadas, são distintas. Muitos autores da literatura da área já levantaram essa distinção. De um lado, a arte, entre muitos objetivos, visa a estimular reações, ainda que contrárias, sem qualquer preocupação com a estética ou com uma função específica.

De outro lado, o design, visa a solucionar um determinado problema, atingir a uma meta, ser uma ferramenta de estratégia, preocupando-se com a junção da estética e a funcionalidade, principalmente.

Trazendo essa discussão para a esfera empresarial, um bom design é aquele que conversa positivamente com o público, que exerce uma função específica, que venda uma determinada causa, mas sempre tendo como princípio básico um sólido objetivo, um planejamento e um ‘norte’. Portanto, design não é arte, é uma peça fundamental no planejamento estratégico de uma marca, de um produto ou de um serviço.

Design é projeto. Design é função. Design é solução.

Helder Tobias
Publicitário, Gestor de marketing, criativo


Contrate assessoria completa e especializada de comunicação para sua empresa. Investir em comunicação é pensar estrategicamente no futuro.