O que é o marketing digital e por que sua empresa não deve ignorá-lo

Tempo de leitura: 4 minutos

Nos últimos anos, houve um salto quântico no número de empresas interessadas em manter algum tipo de relacionamento com o seu cliente, por meio do marketing digital. Isso tudo aconteceu porque, entre vários fatores, a internet ocupou e continua a ocupar um espaço muito significativo na vida dos consumidores, principalmente com a chegada das redes sociais, que intensificam os relacionamentos entre pessoas e marcas.

Com base nesta realidade, as empresas que não se adaptarem a essa nova forma de gerenciar marketing e fazer comunicação, certamente ficarão para trás e serão engolidas pelo mercado, que não para de se tornar cada vez mais online.

O Marketing digital é o trabalho em que são formuladas estratégias mercadológicas e de comunicação implementadas por meio da internet, telefonia celular e outras formas, sempre com a finalidade de atrair, converter, reter e se relacionar com clientes. Este modelo de marketing, digital, assume um papel fundamental no trabalho de fortalecimento de marca e da imagem interna e externa das empresas.

Assim, cada vez mais torna-se imprescindível que os empresários entendam que se posicionar no ambiente digital é uma questão vital para o alcance de resultados e aumento de vendas e satisfação. A seguir, juntamos algumas boas razões, em três tópicos, que vão fazer você repensar os seus conceitos e a refletir sobre como é necessário e importante investir em marketing digital.

 

A “velha” comunicação está mudando

Por muito tempo, ações de comunicação do marketing tradicional nas empresas se nortearam basicamente em “empurrar” produtos ou serviços para os seus consumidores, indo atrás deles, utilizando métodos a partir do princípio de uma comunicação verticalizada, ou seja, o emissor da informação (comunicador/anunciante/marca) ditava os conteúdos e o tema em que os receptores (consumidores) deveriam acessar nas campanhas e comunicados.

Este método, considerado hoje um pouco ultrapassado, ainda é utilizado por muitas empresas, que ignoram o fato de os consumidores não serem mais os mesmos: hoje, consumidores ditam em como uma marca deve se comunicar com ele, pois nunca esteve tão exigente e consciente daquilo que desejam.

 

Baixos custos e muitas possibilidades

O investimento em publicidade e propaganda sempre foi elevado. Entre as pequenas, principalmente, raras eram as empresas que possuíam de fato parte de seu faturamento para investimento na área. Além disso, os meios disponíveis que atingiam um grande número de pessoas eram absurdamente caros e inacessíveis para empresas de pequeno porte ou que estavam se lançando no mercado.

Com o avanço das tecnologias e o surgimento da internet, as coisas começaram a mudar. Para todos os lados: os consumidores começaram a experimentar uma liberdade incrível nas suas escolhas de compra e na busca de informações; as marcas puderam intensificar a sua forma de se mostrar ao mundo, já que a internet possibilitava uma infinidade de maneiras para tal; e os meios de comunicação puderam se reinventar e apostar nas opções digitais para a busca de rentabilidade e sustentabilidade das empresas.

As opções para anunciar no ambiente digital são menos onerosas que as que até então dominava o mercado publicitário. Como os consumidores estão cada vez mais online, as marcas viram uma grande oportunidade em transitar pelo mesmo ambiente que a maioria das pessoas “transitavam”, digitalmente falando.

 

Resultados mensuráveisResultados mensuráveis

Hoje, é possível anunciar e saber exatamente quantas pessoas viram, clicaram, compartilharam ou rejeitaram uma campanha; é possível medir, por meio de dados concretos e reais, qual é o impacto sobre o consumidor, referente ao valor investido; é possível fazer muito mais, por muito menos.

Um exemplo: suponhamos que investimos um aporte de R$ 4 mil mensais referentes a uma página semanal de um determinado jornal impresso. Um anúncio impresso em um jornal tem pouco tempo de vida. No dia seguinte, quando o jornal já tem a data ultrapassada, o anúncio “morre”. Estes mesmos R$ 4 mil poderiam ter sido investidos em anúncios em diversas plataformas digitais, como redes sociais, Google, aplicativos, e muitos outros. O número de pessoas que veriam esse anúncio é incrivelmente maior, quando comparado ao do jornal, e isso impactaria, consequentemente, um número também maior no retorno esperado.

Além disso, os canais digitais oferecem ferramentas de análise de métricas muito precisas, o que não acontece no caso dos jornais. Tudo isso ainda sem contar que o custo para todo o processo é menor, não há impacto ambiental e é uma excelente forma de se obter maior controle sobre os investimentos e resultados.

 

Por fim, é importante destacar que, investir em marketing digital é dizer sim à modernidade e aos novos rumos que os negócios estão tomando. É falar a mesma língua do público, em diferentes faixas etárias, classes, culturas e ainda ter um controle sobre tudo o que acontece no mercado, otimizando o tempo para a gestão, possibilitando aos empresários a terem mais agilidade nas tomadas de decisão e nos ajustes estratégicos dos planejamentos traçados para suas realidades.

 

Comente