Queda do alcance orgânico nas redes sociais

Produção de conteúdo relevante: a solução para a queda do alcance orgânico das redes sociais

A queda do alcance nas redes sociais é uma realidade. Saiba como reverter esta realidade utilizando isso ao seu favor.

Você já percebeu uma queda brusca no alcance orgânico nas redes sociais? Você já preparou um excelente texto para um conteúdo e trabalhou bastante em uma imagem para divulgar algo do seu negócio e se decepcionou com os números alcançados?

Uma curtida aqui ou ali, do seu funcionário, de seus parentes e só. Zero clientes. Zero engajamento.

Isso é frustrante, não é mesmo?

A Cada dia que passa fica mais difícil atingir, de forma orgânica, um número expressivo de pessoas que segue o perfil de sua empresa no Facebook ou no instagram, as redes sociais mais utilizadas na atualidade.

A queda do alcance nas redes sociais ganhou mais força em 2018, quando o Facebook passou por mudanças anunciadas pelo próprio Mark Zuckerberg, sobre mudanças no algoritmo da rede que impactaria o alcance das publicações em geral.

A justificativa dada foi que, com a medida, seriam priorizadas as postagens de amigos e familiares no feed de notícias da rede social.

A iniciativa foi também apontada por especialistas como uma tentativa de combate à divulgação de notícias falsas (fake news).

No entanto, a mudança provocou um problema: houve uma maior redução no alcance orgânico dos conteúdos distribuídos por empresas e marcas, o que levantou esta grande questão sobre o alcance, se vale a pena ou não investir e como utilizar tudo isso a favor do crescimento.

O alcance nas redes sociais

A maioria das redes sociais como o Facebook, por exemplo, realiza a distribuição dos seus conteúdos através da ação de algoritmos, utilizando informações baseadas no nosso comportamento na rede.

Na prática, cada clique ou reação nas redes servem de munição para um banco de dados que armazena informações como gostos, horários de acesso, assuntos de interesse, e muitas outras informações.

De posse desses dados, as redes sociais criam algoritmos para nos impactar, cruzando os seus interesses com os dados que fornecemos, dando à elas a possibilidade de nos alcançar com conteúdos certos na hora certa, possibilitando mais interação e engajamento.

O que é um algoritmo?

Um Algoritmo nada mais é do que um método que mostra passo a passo os procedimentos necessários para a resolução de uma tarefa, mostrando qual é a melhor forma de se chegar ao objetivo.

Tecnicamente, o algoritmo é uma sequência lógica, finita e definida de instruções que devem ser seguidas para resolver um problema ou executar uma tarefa.

Desta maneira, de posse dos dados que fornecemos, os algoritmos  constroem rotinas para exibição de conteúdos no feed de notícias de acordo com nossos interesses e horários de acesso à rede.

A queda do alcance no Facebook e nas redes sociais

Por muito tempo, os resultados de todo esse processo foram colhidos de forma abundante e sem custos altos, o que possibilitou um aumento expressivo de presença das marcas no Facebook e em outras redes sociais.

Mas, como sabemos, ‘tudo o que é bom dura pouco’. A realidade mudou.

O Facebook, por exemplo, é uma empresa de mídia. Logo, a sua fonte de receitas é proveniente do próprio site, e a forma que ele encontrou foi limitar o alcance orgânico para estimular a aquisição de espaços pagos para atingir um número maior de pessoas.

Continue a leitura deste post e descubra como utilizar esta ‘limitação‘ das a seu favor e transformá-la em oportunidades de crescimento para o seu negócio.

topo

Oportunidade para melhorar resultados diante da queda do alcance nas redes sociais

Segundo dados informados pelo Facebook, só no Brasil, cerca de 90 milhões de usuários passam, em média, 20 minutos por cada visita realizada na rede social.

Mark Zuckerberg já disse que o principal foco da rede era se tornar um “jornal personalizado para cada pessoa”.

Por essa razão, a plataforma viveu e vive um constante aprendizado sobre o comportamento dos seus usuários, para chegar em uma boa definição do que é ou não interessante para cada um.

Já deu para entender o tamanho do arsenal de oportunidades que está nas mãos dessas redes, que agora também são utilizadas a favor das empresas que pagam pelo impulsionamento das publicações.

A grande vantagem de tudo isso é que, de posse de tantas informações sobre os usuários, é possível escolher quais pessoas você deseja atingir e obter uma previsão de resultados sobre cada investimento realizado.

topo

O alcance orgânico morreu?

Infelizmente, por conta da queda do alcance nas redes sociais a resposta para esta pergunta está mais para sim do que para não.

No entanto, algumas estratégias ainda são eficazes para lidar com este fato, como a produção de conteúdos realmente relevantes para o público.

Esta é a deixa para realizar um excelente planejamento, integrando conteúdo e investimento, atraindo mais público tanto da forma orgânica como da paga.

Todas estas transformações forçaram as marcas a aperfeiçoarem a produção de conteúdos, cada vez mais alinhados com seus públicos, garantindo alcance satisfatório sem altos investimentos financeiros.

topo

Como utilizar esta realidade a favor do seu negócio?

Com a explosão do “boom” digital, o próprio usuário se tornou mais exigente com os conteúdos que consome, já que, tem em suas mãos, a possibilidade de buscar informações melhores e de qualidade.

Sabendo disso, é fundamental que sua marca trace uma estratégia de conteúdo para produzir exatamente que o seu cliente busca na internet.

Esse trabalho irá estabelecer um relacionamento direto com ele e será uma arma poderosa contra a queda do alcance nas redes sociais.

Sua marca estará presente em diversos momentos, oferecendo-lhes informações de qualidade, conteúdos gratuitos, e, ao mesmo tempo, estreitando os laços.

Esses laços serão capazes de estimular a confiança e a aumentar a lembrança de marca no momento da decisão de compra.

Tudo isso é construído com relacionamento.

topo

Quem pode fazer esse trabalho?

Se sua empresa possui um departamento de marketing, vale a pena investir no treinamento e meios para que a equipe realize o trabalho.

No entanto, sabemos que essa realidade não existe para pequenas empresas, principalmente diante do cenário econômico por que passa o país.

Sendo assim, o ideal é a terceirização de empresas ou profissionais devidamente comprometidos com a causa de gerar conteúdo relevante e tráfego para o site de sua empresa.

topo

O que um conteúdo relevante?

Como bem disse o empresário e escritor indiano Avinash Kaushik, “Conteúdo é tudo que adiciona valor a vida dos leitores”.

Um conteúdo é disponibilizado para prender a atenção do público e, o principal: ser útil.

Existem diversos formatos de conteúdo, que podem ser explorados livremente, de acordo com os objetivos do negócio e a estratégia de conteúdo.

Dentre muitos deles, destaco o BLOG post, os vídeos, os e-books, os infográficos e os conteúdos gerados para as redes sociais. Todos esses tipos de conteúdos podem contribuir com a queda do alcance nas redes sociais. Confira:

topo

Vídeos

Os vídeos publicados nas redes sociais geram excelentes resultados. Em geral, os com menos de 1 minuto geram maior engajamento e visualizações.

Ao fazer vídeos, a criatividade pode ser explorada, com a utilização de imagens, músicas, depoimentos, animações, etc..

Assistir a um vídeo bem feito é bem melhor que ler uma lauda inteira quando estamos falando de consumidor final, concorda?

É diferente de um blog post, como este, que fornece informações para um público específico como empresários, empreendedores e comunicadores.

topo

BLOG Post

Determinadas empresas detém informação das mais variadas.

Algumas dessas podem auxiliar no aprendizado, no entendimento dos benefícios do produto/serviço e na jornada de compra do consumidor.

Além disso, no que diz respeito às necessidades, as informações podem estimular os desejos de compra ocultos, contribuindo para a efetivação da compra.

Por meio do BLOG, é possível utilizar diversas linguagens para o fornecimento dessas informações, sem contar que a ferramenta poderá ser excelente aliada para captar leads (contatos potencial para o seu negócio) e fortalecer a presença de marca na internet.

topo

Os formatos mais conhecidos de blog posts:

  • listas (10 motivos incríveis que vão mudar seu conceito sobre… );
  • infográficos – informações relevantes traduzidas em imagens, facilitando o entendimento de esquemas, ideias e informações estratégicas para a venda;
  • e-books – podem ser excelentes ferramentas de inserção de conteúdos informativos de determinado tema, com design diferenciado e geralmente em formatos amigáveis para leitura em tela, celulares ou ainda para impressão.

Normalmente, os e-books são utilizados nas estratégias de inbound marketing, onde, ao oferecer o conteúdo, em troca, o consumidor deve preencher um formulário com os seus principais dados que irão fazer parte do banco de dados da empresa.

Preenchendo este formulário, o cliente passará a se tornar um lead, ou seja, um contato de oportunidade de venda para a sua empresa.

Existe uma gama de opções de conteúdos, que podem ser explorados de acordo com a necessidade, com o mercado e com o público.

E a grande diferença em usar a ferramenta ideal no momento certo para lhe proporcionar resultados está no profissional ou empresa que você escolher para lhe assessorar.

topo

Posts em Redes sociais

O Facebook ainda é a maior rede social do mundo e, por isso, é uma ferramenta fundamental para a estratégia de conteúdo de qualquer empresa.

Contudo, devido às quedas de alcance orgânico decorrentes de mudanças de algoritmo conforme mencionei acima, é importante realizar constantes análises para entender que tipo de conteúdo realmente funciona dentro da rede, conforme destaco:

  • tamanho de texto;
  • qualidade da imagem;
  • tom da linguagem escrita;
  • uso de hashtags;
  • horário de postagem

topo

Tenha outras redes sociais

Não fique preso a apenas uma rede social. Existem outras que também podem complementar a sua estratégia de conteúdo e continuar a impactar outros usuários.

Contudo, vale lembrar que todas delas tem sua particularidade, sendo necessária a análise e a produção de conteúdo voltadas para cada uma.

Mas isso é assunto para outro post.

topo

Conclusão

Por fim, espero que, com este conteúdo, eu tenha conseguido esclarecer que o Facebook é uma empresa de mídia, que também vende espaço publicitário e que isso requer algumas mudanças que impactam diretamente no investimento financeiro em publicidade digital das empresas.

Assim, o importante é saber que, de forma orgânica ou paga, a produção de conteúdo relevante é essencial para manter a atenção do seu cliente focada na sua marca, e, assim, atingir os seus objetivos de mercado.

Deixar uma resposta